A portaria número 553 de 12 de Dezembro de 2011 do Ministério das Comunicações modifica a forma de acesso ao serviço dos Correios chamado de Carta Social. A principal mudança será que, a partir de 12 de março de 2012, o serviço só poderá ser utilizado por pessoas beneficiadas pelo Programa Bolsa Família. Segundo a portaria “O nome do remetente constante da Carta deverá ser idêntico ao do titular do respectivo cartão de beneficiário do Programa Bolsa Família ou dos seus dependentes”.


Desta forma, se você não for bolsista do programa de transferência de renda do Governo Federal, não poderá continuar enviando seus QSLs através da modalidade Carta Social, ao custo de R$ 0,01; terá que usar a modalidade Carta Não Comercial.