quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Faz diferente...


... e você vai estar na mira dos sociais democratas...

... vamos lembrar?

... neoliberalismo,
privatizações (os Correios não escapa),
arrocho trabalhista e salarial,
maleabilidade das relações trabalhistas,

e mais: Esta foto aqui não é montagem...



Êsse ano teremos eleições, e essa foto me lembra muito pessoas nada interessantes ou recomendáveis para dirigir um país, como Fidel, Hugo Chaves e outros.......

Você teria coragem de votar nisso aí????????
Pense bem antes de votar, veja o que tem acontecido em outros países para que isso não venha acontecer conosco.
Depois do voto dado não tem como voltar atrás...........

domingo, 24 de janeiro de 2010

Use o tempo livre de seu computador: Use BOINC

Olá Pessoal,
que tal usar o tempo livre do seu computador para curar doenças, estudos sobre o clima global, descobrir pulsares e fazer muitos outros tipos de pesquisa científica. É seguro e fácil.

Uma breve historinha sobre a utilização de computadores em rede:

Pesquisas científicas utilizam computadores de alto poder de processamento - os chamados supercomputadores. Essas máquinas não se encontram na esquina para vender. Nem adianta pedir para seu amigo de Miami trazer. São muito caras, e sua compra está condicionada a projetos específicos. Muitas vezes relacionadas ao estudo do clima, o que remonta a necessidade de construções de modelos ultracomplexos. Não vai sobrar tempo para uma pesquisa sobre a ação de uma determinada proteína para a cura da Dengue... Coisas de Inversão de Matriz Tecnológica, mas isso é um papo político... Quem topa?

Aí que os pesquisadores do Programa SETI estavam demorando demais para analizar os dados no supercomputador localizado no Radio Telescópio de Arecibo. O programa SETI (Procura por Inteligência Extraterrestre) é uma área científica que tem como meta detectar vida inteligente fora da Terra. Um aproximação é conhecida como Radio SETI, que usa radio telescópios para ouvir sinais do espaço sideral de largura de banda estreita. Estes sinais não ocorrem naturalmente, então a sua detecção pode provar a evidência de tecnologia extraterrestre.

Para cobrir uma boa gama de frequência com maior sensibilidade é necessário muito poder de computação de análise. E o programa SETI tem um insaciável apetite por poder de computação. Em 1995, David Gedye propôs usar um supercomputador virtual composto de um largo número de computadores conectados com a Internet, e ele organizou o Projeto SETI@home para explorar sua idéia. SETI@home foi originalmente lançado em maio de 1999.

Então professores da Universidade de Berkeley - California desenvolveram um software chamado BOINC. Este programa é direcionado para a Computação em Rede. Ele distribui pacotes de dados para serem analizados pelos diversos computadores da rede diminuindo em muito o tempo de processamento destes dados acelerando, por consequência o tempo de pesquisa.

Por este programa os resultados computacionais podem ser validados, em caso de retornos falsos ou intencionalmente errados que poderiam dar falso crédito, tem como destaque a possibilidade de uma interface gráfica praticamente invisível e o encaminhamento dos pacotes de dados são tipicamente automatizados.

Eu ajudo na Pesquisa para a Cura da Distrofia Muscular e para o Programa SETI@Home

Baixado o Programa BOINC em http://boinc.berkeley.edu/ eu selecionei os projetos em que teriam a minha participação. Eu escolhi o já citado SETI@Home ( o que me levou a conhecer o programa BOINC) e também à Rede da Comunidade Mundial, que atualmente está na Fase 2 da Pesquisa da Cura da Distrofia Muscular.

A Rede da Comunidade Mundial (World Community Grid) tem a missão de criar a maior rede do mundo de computação pública para cuidar de projetos que beneficie a humanidade. O nosso trabalho tem vindo a desenvolver a infra-estrutura técnica que serve como fundamentação da rede para a investigação científica. Nosso sucesso depende de pessoas coletivamente contribuindo com o tempo de seu computador utilizado para mudar o mundo para melhor. World Community Grid está a tornar a tecnologia disponível somente para a saúde pública e sem fins-lucrativos para uso em pesquisa humanitária que caso contrário poderia não ser concluída, devido ao elevado custo das infra-estruturas informáticas necessárias na ausência de uma rede pública. Como parte do nosso compromisso de fazer avançar o bem-estar humano, todos os resultados serão de domínio público e divulgados à comunidade científica mundial.

Quanto custa participar destas pesquisas?

Quando um computador realiza os cálculos, ele consome mais do que ele faz quando está ocioso. Uma máquina desktop típica pode consumir cerca de 60 watts, quando mais ativo do que quando inativo, que é aproximadamente o mesmo que uma lâmpada incandescente. Se rodar em 24/7 a máquina vai consumir um adicional de 525 quilowatt (kW * h) em um ano. A um custo médio de R$0,32897 por kW * h, que é R$172,70 por ano. Isso é consideravelmente pequeno comparado ao custo do seu computador, e talvez quase o mesmo que a sua fatura mensal de TV a cabo, mas é muito grande em comparação com o custo da lata de sopa. Nessa taxa, você poderá gastar R$4.317.500,00 de energia, executando 25.000 computadores por um ano, ou 5000 computadores para 5 anos. Isto é, além do uso de energia de uma máquina ociosa, o que também pode ser superior a 60 watts.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

RADIO AMADOR NO HOWSTUFFWORKS

Uma explicação simples e didática do que é o nosso tão querido Hobby pode ser encontrada no site HowStuffWorks, um site onde se encontra a explicação de como funciona um bocado de coisas e melhor de tudo agora em português.

Para dar uma lida na matéria:
http://informatica.hsw.uol.com.br/radioamadores.htm


73, a todos Marcio-PY1MV.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Terremoto no Haiti

Favor com urgência divulgar em sua jurisdição que os radioamadores não devem


utilizar as freqüências 7.045 e 3.720 MHz tendo em vista que as mesmas poderão

ser utilizadas em caso de emergência, conforme solicitação do Coordenador de

Emergências da Área C da IARU-R2.

Favilla – PT2RY

Diretor Executivo da LABRE.

Fonte:
http://www.labre-sp.org.br/noticias.php?idnotic=792&vlink=0

Terremoto no Haiti

Favor com urgência divulgar em sua jurisdição que os radioamadores não devem


utilizar as freqüências 7.045 e 3.720 MHz tendo em vista que as mesmas poderão

ser utilizadas em caso de emergência, conforme solicitação do Coordenador de

Emergências da Área C da IARU-R2.

Favilla – PT2RY

Diretor Executivo da LABRE.

Fonte:
http://www.labre-sp.org.br/noticias.php?idnotic=792&vlink=0

domingo, 17 de janeiro de 2010

Rede Capixaba de APRS

Prezados Senhores,

entramos no ramo do APRS - modo digital de Packet Radio que juntamente com uma interface visual localiza e permite o acompanhamento das estações integrantes da rede.

Para além do acompanhamento futriqueiro (virou minha mulé?) este modo ainda possibilita contato com as estações que disponham de decodificador de APRS Packet. Normalmente nestes casos as estações são base e estão ligadas a uma interface.

Se você gostou e quiser entrar em contato com outros radioamadores por APRS Packet você terá que obter o UI-View e mandar mensagens pelo Servidor da APRS BRASIL ligado diretamente à internet. Se você não quiser internet, use um TNC junto ao seu Rádio, ou então baixe o AGW que fará um emulador de TNC usando a sua placa de som do computador.

Nos dois últimos casos sua estação transmitirá e receberá os dados para a digipeater (repetidora [simplex] de packet) que vai ficar no morro e esta fará o mesmo para o I-gate (equipamento que liga nossa rede no servidor da APRS BRASIL).

Vale lembrar, que em 145.570 estão sendo retransmitidas as mensagens digitais da modalidade, captadas pelo I-gate PU1BRA-1. Dentro em breve, estará no ar a Digipeater PP1GEC-15, que aumentará ainda mais o alcance da modalidade aqui na Grande Vitória.

Quem tiver curiosidade de ouvir, basta sintonizar 145.570 em seu transceptor.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

LABRE e ANATEL trabalhando em conjunto

"A eficaz Equipe de Fiscalização da ANATEL

A LABRE-SP informa a todos que, a respeito de denúncia que recebemos acerca de interferências perniciosas que estariam sendo praticadas pelo radioamador PY2 KQY - Argeu Pereira de Castro, da Cidade de São José dos Campos, encaminhamos Ofício à ANATEL em 14/12/09, anexando CD com a gravação respectiva, tendo aquele Órgão Regulador enviado sua Equipe de Fiscalização à Cidade onde reside o referido radioamador, e, após as apurações necessárias, recebemos confirmação de que foi instaurado Processo contra o mesmo, conforme Ofício ANATEL de 23/12/09.

Qualquer colega Radioamador que souber de estações clandestinas, interferências perniciosas nas frequências do Serviço de Radioamador, estações piratas de FM, podem encaminhar denúncia à LABRE-SP, através do site www.labre-sp.org.br , clicando na opção DENÚNCIA na coluna da esquerda, se possível com a identificação, endereço e gravação, que iremos tomar providências junto à ANATEL, preservando a identidade do denunciante.

Reafirmamos nosso compromisso de combater incansavelmente este comportamento infeliz de uma minoria, que tanto prejudica os contatos dos Bons Radioamadores, em especial nas frequências utilizadas pelas Estações Repetidoras.

Aramir Lourenço
PY2 TYL
LABRE-SP
Presidente Estadual"

REFERENCIA: Lista GBVUDX

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Algum radioamador que curta programação de micros?

Como é sabido, eu to fazendo a engenharia reversa do modo "clone" do FT-2500M

Só que eu nao sou muito bom em programação pra PC/Windows

Se alguem quiser dar uma força, ja levantei a grande maioria das informações para simular a clonagem do FT2500. Ja da pra programar as memorias, offset, potencia...

E continuo procurando um FT2500 bichado pra comprar, ou apenas o LCD :)

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

sábado, 2 de janeiro de 2010

Extrádo da página Under - Linux

Duvidas em Relação a dBi !!


 

Esta matéria tem como finalidade, esclarecer as dúvidas dos usuários sobre as medidas usadas em wireless.(db, dbm, dbi, dbd, mw etc...)
Vamos começar pelo decibel (db) unidade esta criada para facilitar os cálculos de ganho e perdas de um sinal, seja ele de ondas sonoras ou de rádio freqüência.
Com esta unidade de medida, evitamos os cálculos de multiplicação e divisão,sendo usados somente a adição (ganho) e a subtração (perda), dos valores.em questão.

O decibel é a unidade de medida para definir a relação entre dois sinais, que podem ser, níveis de potência.tanto em watt, quanto em mw, ou microwatt, bem como tensões, que convertidos em decibéis através do logaritmo das relações,possibilitam o uso somente da adição e subtração sem necessidade de multiplicação e divisão.
O decibel foi criado pela industria de telefonia, para representar as perdas e ganhos dos sinais nas redes de telefonia, na verdade a unidade inicial era o bel, mas como esta medida na maioria dos cálculos em eletrônica era muito alta, passou a ser usado como medida, um décimo do bel, ou seja o decibel, abreviado como db.

Como vimos o decibel é a unidade de medida da relação entre dois níveis de potencias,(P1 e P2), portanto podemos definir o db, pela fórmula abaixo: db = 10 log (P1/P2)

Onde:
Db é o equivalente da relação P1/P2
P1 e P2 são os níveis de potencia
LOG se refere ao logaritmo de base 10

Obss níveis de potencias podem ser expressos em qualquer unidade (watt, miliwatt, microwatt), mas ambos tem que ser expressos em unidades iguais
Exemplo:
Aplicamos um sinal com potencia de 15 watts numa linha de transmissão, e medindo o final da mesma, encontramos apenas 5 watts.Qual o valor em db da perda desta linha de transmissão?

Cálculo:
Db = 10 log(P1/P2)
Db = 10 log(5/15)
Db = 10 log(0,33) = (10)(-0,481) = -4,81 db

Como o resultado deu negativo, significa que houve uma perda de 4,81 db, se o resultado fosse positivo, representaria um ganho, e não uma perda.
Veja que a unidade de medida em db é logaritmo, dobrando a cada 3db, ou seja, 10mw é igual a 10db, já 20mw é igual a 13db, notamos que a cada 3db, a potencia é dobrada, isto vale também para as perdas, ou seja, a cada 3db de perda dividimos por dois a potencia, ex: 18db é igual a 63,1mw, já 15db é igual a 31,6mw, a metade da potencia.
Com o passar do tempo, esta medida foi diversificada em dbm, dbi, dbd etc..,alem do db em si,concentrarei esta matéria nestas medidas e nas medidas mw que são as mais usadas nas redes wireless

dBm. Esta unidade de medida se refere a decibéis relativos a um miliwatt (1mw) de potencia dissipada, considerando a impedância de 50 ohms, tendo seu nível de referência definido como odb.


Esta unidade de medida é muito usada para especificar o ganho de um rádio ou amplificador de RF, bem como as perdas , ou níveis de ruídos (interferência de RF) em links, podendo ser somada ou diminuída de outras unidades como db,dbi,.
sem a necessidade de conversões.

A fórmula para calcular dbm é:
10 LOG(Pmw).

Ex: 250mw representa 23,97dbm, vejamos
10log(250) = 23,97dbm
(10).(2,39) = 23,97dbm

A unidade de medidas em db e dbm, é diretamente proporcional a unidade de potencia em watts, ou seja, se aumentar a potencia, aumentará o db ou dbm, o que não acontece com as unidades de medidas em dbi e dbd, as quais independem da potencia aplicada, se mantendo inalteradas, pois se tratam de medidas referentes ao ganho de antenas, ou seja, da capacidade de concentração de RF nas mesmas.

Para aumentarmos o ganho de uma antena, é necessário aumentar a área física de captação de sinais (RF) da mesma.

Ex:
Uma parabólica fechada em 2.4Ghz, com 60cm de diâmetro,e 100% de eficiência terá um ganho máximo de 23dbi com uma largura de feixe de 14,5 graus
Esta mesma parábola numa antena para 5.8Ghz, terá um ganho máximo de 31dbi com uma largura de feixe de 6,3 graus
Se a parábola destas antenas tiver menos de 60cm, nunca poderão chegar ao ganho acima descrito,porem se aumentarmos o tamanho da parábola, aumentaremos o ganho da antena e a largura de feixe terá um ângulo mais fechado.
Podemos afirmar que uma antena não amplifica um sinal, e sim concentra o mesmo, e esta capacidade de concentrar o sinal, é medida em dbi ou dbd sendo a unidade mais usada o dbi.

dbi é a medida unitária do ganho de uma antena, tendo como parâmetro uma antena isotrópica (existe somente
virtual).
dbd tem como parâmetro uma antena padrão dipolo.
Um dbi é igual a um dbd mais 2,15db
Um dbd é igual a um dbi menos 2,15 db
Para efetuarmos os cálculos de ganho ou perda , deveremos usar unidades de medidas iguais, ou seja, watts com watts, mw com mw e unidades em logaritmo com unidades em logaritmo(dbi,db,dbm), caso tenhamos unidades em mw e em dbm, teremos que converter uma para outra.

Ex:
200mw + 15dbm
10log(Pmw) = dbm
200mw = 23,1dbm
23,1 + 15 = 38,1dbm

Tambem foi criada uma unidade de medida chamada ierp(Equivalent Isotropic Radiated Power), muito importante, pois ela representa a potencia efetivamente irradiada, e é através dela , que os órgão governamentais regulam o sistema wireless.
O ierp é a soma da potencia de saída do radio, menos as perdas até chegar na antena, mais o ganho da antena,ou seja, a potencia efetivamente irradiada.

Abaixo a fórmula para calcularmos o ierp e um exemplo para seu uso:
eirp = Pt(dbm)-Lt+Gt

Pt = potencia de saída do rádio

Lt = todas as perdas do rádio à antena
Gt = ganho da antena

Cálculo para a sensibilidade dos rádios de um enlace:
eirp = Pt(dbm)-Lt+Gt+Pr(dbm)-Lr+Gr-A

eirp =potencia do sinal recebido em db pelos dois rádios

Pt= potencia rádio A (dbm)
Lt =perdas entre o rádio A e a antena (db)
Gt =ganho da antena do rádio A (dbi)
Pr= potencia do rádio B (dbm)
Lr= perdas entre o receptor e a antena do rádio B(db)
Gr = ganho da antena do rádio B (dbi)
A= perda no espaço livre(dbm)

Obs: quando as potencias estão indicadas nos equipamentos em mw, deveremos fazer a conversão para dbm

Fórmula para calcular a perda no espaço livre

A = 20 log(d) + 20 log(f) + 92,44



A = atenuação no espaço livre
d = distancia em quilômetros
f = freqüência de operação
92,44 = coeficiente fixo

Distancia entre antenas de 8,5 Km
Canal utilizado 6 (2,437 Ghz)

Rádio (placa)de 32 mw(15db) em cada antena
Antena parabólica de 12 dbi no ponto A
Antena setorial de 15 dbi no ponto B
Um metro de cabo LMR-400(atenuação de 0,22db por metro)
Um protetor descarga (centelhador) para proteção(atenuação de 1,25db)
Um conector (atenuação de 0,25db)
Um cabo pigtail (atenuação de 1 db)


eirp = Pt(dbm)-Lt+Gt+Pr(dbm)-Lr+Gr-A
Lt e Lr = 1 +1,25+0,22+0,25 = 2,72
eirp = Pt(15)-Lt(2,72)+Gt(12)+Pr(15)-Lr(2,72)+Gr(15) –A(118) = -66,44 db
eirp = -66,44 db

calcular perda espaço livre


A = 20 log(d) + 20 log(f) + 92,44
A = 20 log(8,5)+20log(2,437)+92,44 = 118 dbm
A = -118 dbm

Tabela de sensibilidade de recepção do rádio

11 Mbps = -82 dbm
5,5 Mbps = -87 dbm
2,0 Mbps = -91 dbm
1,0 Mbps = -94 dbm

Folga recomendada:

Minima = 10 db
Em cidades com poluição aceitáveis e pouca chuva = 15 db
Links em regiões com muita umidade e chuvas como serra e litoral = 20db

O sinal gerado de –66,44 db, temos uma folga em 11 Mbps de 15,56 db (82-66,44=15,56)


Em 5,5 Mbps uma folga de 20,56 db (87-66,44=20,56)
Em 2,0 Mbps uma folga de 24,56 db (91-66,44=24,56)


Obs: a folga sempre deverá ser um pouco superior a indicada, para garantirmos a velocidade desejada.


Neste exemplo, um rádio com a sensibilidade de –82 dbm, com o sinal chegando nele de 66,44 dbm(cfe cálculos), teremos uma folga de 15,56 dbm, garantindo assim uma velocidade de 11 Mbps numa instalação em cidades com níveis de poluição de RF aceitáveis e de pouca chuvas.


Se este link for em regiões como serra ou litoral, onde tenha muita umidade e chuvas, não poderemos garantir uma velocidade de 11 Mbps, durante todo o tempo.


Acredito que esta matéria atingiu seu objetivo, pois o leitor a partir dela, poderá usar estas medidas com maior conhecimento, podendo a partir dela, calcular um enlace pretendido, inclusive prevendo aproximadamente a velocidade a atingir com o mesmo.

Quando sito valor, sito como aproximados, porque num enlace estão em jogo vários fatores que podem se modificar ao longo do tempo (crescimento de árvores ou construções dentro da zona de Fresnel, etc...) ou de imediato como uma forte precipitação pluviométrica, com nuvens bastante carregadas eletricamente etc...

Autor da matéria: Florencio Castilhos da Silva

Fonte:
http://under-linux.org/f125802-duvidas-em-relacao-dbi

Em meu nome agradeço a comunidade Linux pela apreciável matéria

Sistema que não obedece linhas de comandos dá nisso.Migrem!!!