quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Radioamadores em Alerta no Estado do Espírito Santo

Caríssimo Companheiro Radioamador,

O Estado do Espírito Santo está passando por um momento muito difícil ante as últimas chuvas. Vários municípios estão afetados por inundações, enchentes, enxurradas e deslizamentos de terra, são eles: Itarana, Itaguaçu, Muqui, Santa Maria de Jetibá, Mimoso do Sul, Laranja da Terra, Afonso Claúdio, Brejetuba, Iúna, Ibitirama, Santa Leopoldina, Ibatiba, Bom Jesus do Norte, Colatina, Baixo Guandu, Cachoeiro de Itapemirim, Marechal Floriano, Domingos Martins, Castelo, Alegre, Jerônimo Monteiro, Vila Velha, Viana, Cariacica, Serra e Fundão.

A Defesa Civil Estadual está empenhada em dar o suporte necessário à sociedade capixaba. Já são contabilizados mortos por conta de enchentes e soterramentos. Portanto, algumas recomendações são importantes:


Enchentes

Antes:

  • Informe-se sobre abrigo em locais altos e secos, para você e sua família;
  • Coloque documentos e objetos de valor em um saco plástico bem fechados e em local protegido.
  • Coloque em lugares altos seus móveis e utensílios (bem protegidos);
  • Retire os animais de estimação da casa;
  • Desligue aparelhos elétricos, quadro geral de energia e feche o registro de entrada d`água;
  • Retire todo o lixo e leve para áreas não sujeitas a enchentes;
  • Feche bem as portas e janelas.

Durante:

  • Antes de tudo, salve e proteja sua vida, a de seus familiares e amigos. Se precisar retirar algo de sua casa, peça ajuda ao CORPO DE BOMBEIROS (telefone 193) a e DEFESA CIVIL (telefone 199). Em caso real de emergência, DISQUE 102 que a telefonista o ajudará;
  • Não volte para casa até as águas baixarem e o caminho estar seguro.
  • Evite contato com as águas da enchente: elas estão contaminadas e podem provocar doenças e acidentes. Só entre na água se for absolutamente necessário. Proteja-se com calçados e botas. Evites acidentes;
  • Não coma alimentos que tivera contato com as águas da enchente. Não beba água da enchente, em hipótese alguma.


Depois:

  • Tenha cuidado: veja se sua casa não corre o risco de desabar;
  • Raspe toda a lama e o lixo do chão, das paredes, dos móveis e utensílios;
  • Lave e desinfete os objetos que tiveram contato com as águas da enchente;
  • Cuidado com aranhas, cobras e ratos, ao movimentar objetos, móveis e utensílios;
  • Retire todo o lixo da casa e do quintal e coloque para a limpeza pública;
  • Não use água de fontes naturais e poços depois da enchente, pois estão contaminadas. Informe-se na Unidade de Saúde mais próxima.


Os principais cuidados são:

As crianças jamais devem ficar trancadas em casa sozinhas.


Se houver necessidade de sair, faça o seguinte:

  • Feche as portas e janelas de sua casa e do seu carro. Cuide para colocar o seu carro em lugar onde não seja prejudicado pela água ou possível desabamento.
  • Sempre que possível, é bom deixar um pouco de alimento guardado em casa. Assim, você poderá passar, pelo menos, três dias sem ter de ir buscar comida, enquanto o tempo melhora.
  • Se as coisas piorarem e for necessário deixar a casa, levando a família, prepare uma pequena bolsa com seus documentos (dentro de um saco plástico). É bom lembrar dos alimentos para bebê e dos remédios, se houver pessoa doente.
  • Sempre que precisar deixar sua casa, pense que poderá se perder das crianças. Por isso, procure identificá-las, colocando uma fita de esparadrapo no pulso de cada uma. Escreva nessa fita o nome, endereço e o tipo de sangue. Cuidado para não apertar demais a fita.
  • Cuide bem dos animais. Se não puder leva-los, lembre-se de que os pássaros engaiolados e cachorros acorrentados poderão morrer afogados. É melhor soltá-lo.
  • Observe sempre o nível dos rios e das águas junto à sua casa. Se estiver subindo, você poderá ficar isolado durante a noite, enquanto estiver dormindo. Nesse caso você deverá fazer o seguinte:
  • Se notar que a água está subindo e vai entrar em sua casa, tome os seguintes cuidados:
  • Sempre que tiver de abandonar sua casa, desligue a chave geral de luz, o gás e fecha as portas e janelas. Solte os animais. Avise os vizinhos e as autoridades.
  • Saindo de casa, leve sempre um rádio de pilhas (veja se funciona) para receber notícias e instruções da Defesa Civil.
  • Se tiver viajando de carro, só passe em estrada alagada depois que tiver certeza de que a água só vai até a metade dos pneus. Coloque o carro em primeira marcha, acelere o motor e passe devagar para não jogar água na parte elétrica. Cuidado com os freios molhados. Eles não funcionam bem. É preciso testá-los sempre.
  • Nessas situações, procure usar, sempre que puder, os caminhos mais conhecidos. Assim, você estará mais seguro, até chegar ao local desejado.
  • Se notar que seu carro poderá ser arrastado pelas águas, amarre-o a um poste ou a uma árvore e procure um lugar seguro.

Se você estiver em alguma dessas regiões afetadas ou que esteja em risco iminente procure se manter em local seguro.

IMPORTANTE: SE VOCÊ TIVER ALGUMA INFORMAÇÃO DE EXTREMA RELEVÂNCIA COMO RISCO IMINENTE DESASTRE OU O DESASTRE AINDA NÃO SOCORRIDO ENTRE EM CONTATO COM A DEFESA CIVIL DE SEU MUNICÍPIO (COMDEC) OU COM A DEFESA CIVIL ESTADUAL (CEDEC). DÊ INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS À SUA IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E CENÁRIO DE RISCO. (LEMBRE DE APRESENTAR-SE COMO RADIOAMADOR)

Caso os telefones não estejam em funcionamento ou estejam fora de seu alcance utilize os repetidores em VHF: 145210 - Regiões Norte e Serrana, 146870 - Região Metropolitana, 145450 - Região Sul. Muito possivelmente haverá um radioamador que fará a ponte necessária para o repasse de informações.

LEMBRE-SE: "Quem não vive para servir, não serve para viver!

Atenciosamente,

Renan de Almeida - PU1ARE
Estação RENER Coordenadora Estadual do Espírito Santo
Diretor de Assuntos de Defesa Civil da LABRE-ES - Biênio 2009-2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário